Welcome Guest!

,

Vício em Sexo: distúrbio ou uma desculpa esfarrapada?


De 70% das pessoas viciadas em sexo que procuram ajuda, 30% são mulheres.

Embora se avalie que a compulsão seja mais típica no sexo masculino, muitas mulheres deixam de buscar auxílio médico por puro preconceito.

Casos extraconjugais, excesso de libido, problemas de se relacionar e obsessão por assuntos e conteúdos relacionados com o sexo. Até que ponto tudo isso pode ser fruto de uma compulsão sexual? www.oqueeutenho.com.br



Reprodução

Apetite sexual excessivo ou ainda Desejo Sexual Hiperativo (DSH) é uma disfunção sexual caracterizada por um nível elevado de desejo e atividade sexual. Trata-se de um tipo de adicção, com sintomas compulsivos, obsessivos e impulsivos, e seu tratamento é similar ao de outros vícios. A prevalência está em torno de 5%, sendo mais comum em homens, porém a dificuldade dos participantes em assumirem o problema por questões morais e sociais indicam que a frequência deve ser maior.

Muitas mulheres procuram ajuda por dependência de tóxicos ou depressão e, no decorrer do tratamento, descobre-se que o vício do sexo está na origem de outras dependências, como drogas e bebidas.


O drama de quem perdeu a família, o emprego e até a saúde para atender a um desejo insaciável e doentio. Como identificar e tratar esse distúrbio do prazer.

"Voltei a me masturbar compulsivamente e até tentei, três vezes, seduzir minha sogra. Coloquei a culpa na bebida, mas eu não estava bêbado. Era só a fantasia crescendo. A masturbação não resolvia, e eu inventava mais coisas" [ "H", 40 anos, Fortaleza ]

"Meus relacionamentos sempre foram muito intensos. Cheguei a ficar uma semana trancada no quarto fazendo sexo com meu parceiro. Deixava filhos, trabalho, tudo para trás" [ "C", 54 anos, Rio de Janeiro ]

"Houve um período da minha vida em que eu já estava faltando ao trabalho para buscar sexo. Cheguei a ter, em uma semana, oito parceiros diferentes" [ "M", 40 anos, Curitiba ] revistaepoca.globo.com


Identificando a compulsão

1) Masturbação compulsiva (auto-estimulação)
2) Comportamento sexual promíscuo com inúmeros parceiros, por vezes anônimos e casuais
3) Consumo compulsivo por pornografia
4) Prática de sexo inseguro
5) Uso abusivo de sexo virtual através da internet, chat e serviços de encontros
6) Prostituição e procura compulsiva por mulheres/homens de programa
7) Exibicionismo
8) Voyeurismo
9) Assédio sexual
10) Atentado violento ao pudor e estupro
11) Relações emotivas com pouca ou nenhuma satisfação
12) Busca de desculpas para as suas ações


Casos notáveis

Diário Proibido (2008), é um filme baseado no livro Diário de uma Ninfomaníaca de Valérie Tasso, escritora francesa formada em economia que relata suas experiências baseadas em fatos reais.


Tratamento

Enquanto o doente não admite o seu problema e a necessidade de ajuda especializada, qualquer tentativa de tratamento apresentará resultados inócuos. uma vez vencido o empecilho da aceitação, torna-se possível empreender as próximas etapas que incluem noções de educação sexual, aconselhamento individual e terapia psicológica familiar. Há também a alternativa de participação em grupos de 12 passos dos viciados Anônimos em Sexo. Em casos mais graves, é indicado o uso de medicamentos como Prozac ou Anafamil.


CONFIRA TAMBÉM: Compulsão Sexual: distúrbio ou apenas um mal comportamento?


5 FILMES SOBRE COMPULSÃO SEXUAL

Shame (Steve McQueen, 2011) - O filme mostra a degradação da vida pessoal e profissional do novaiorquino Brandon (Michael Fassbender). (Trailer)

Diário Proibido (Christian Molina, 2008) - Val (Belén Fabra) é uma jovem ninfomaníaca que decide registrar suas confissões sexuais em seu diário secreto. (Trailer)

I am a Sex Addict, (Caveh Zahedi, 2005) A comédia autobiográfica do ator, diretor e roteirista Caveh Zahedi é sobre o seu vício sexual (que ele descarregava em prostitutas) e o impacto que isso teve em seus relacionamentos e sua produção de filmes. (Trailer)

No Sufoco, (Clark Gregg, 2008). É uma história surreal sobre as aventuras de Victor Mancini (Sam Rockwell), funcionário de um parque temático histórico e viciado em sexo. (Trailer)

Viciado em sexo, (Joseph Brutsman, 2001) Ninguém suspeita que o simpático chef Sammy Horn (Michael Des Barres) sofre de uma grave compulsão sexual. Nem sua esposa, que acredita que ele é um marido exemplar! (Trailer)

Créditos sobre os filmes à gloss.abril.com.br

Serviço
Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes da Universidade Federal de São Paulo
Site: www.proad.unifesp.br
Telefone: (11) 5579 1543





Receba novas postagens por e-mail, cadastre-se!
ATENÇÃO! "Algumas informações e sugestões contidas nesta página são compartilhadas de outros meios de comunicação, bem como blogs, sites, jornais e revistas impressas. As dicas têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas."


COMPARTILHAR ESTE POST

Share








ÚLTIMAS POSTAGENS








PUBLICIDADE

Featured

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE