Welcome Guest!

,

Deixe o estresse do trabalho longe de casa


Depois de um dia de trabalho estressante e desgastante, o seu maridão chega em casa bufando e com um mau humor insuportável. E você acaba entrando na onda e a briga torna-se inevitável. Saiba como contornar essa situação ajudando seu parceiro a aliviar a tensão do dia a dia.


Primeiro, tente deixar o ambiente tranquilo e arrumado. Uma almofada fora do lugar ou uma louça pra lavar podem ser o estopim para a crise. Uma casa bem arrumada e perfumada alivia a tensão.

Você tem a sua vida e não pode dar conta de tudo, muito menos dispõe de dinheiro para empregada. Então, coloque o maridão pra ralar em casa também. Atividades ajudam a esquecer os problemas.

E nada de notícias ruins logo de cara. Espere o momento certo para dar as novidades do dia. Mas se a notícia for ótima, não perca tempo e fale! Isso vai ajudar o seu parceiro a se desligar dos problemas.

Se ambos trabalham fora, ao chegar em casa depois de um dia cansativo e estressante de trabalho, conversem, mas procurem deixar os problemas do trabalho fora de casa. Não leve assuntos desgastantes para dentro de sua casa. Mas se for inevitável, veja o melhor momento para isso.

Exercícios de respiração e relaxamento, atividades físicas são uma boa solução para revigorar a alma. Malhação na academia, esportes, corrida na rua ou natação aliviam o estresse e relaxa. Mesmo sem tempo, veja uma brecha na agenda para se exercitar.


O estresse pode ser causado pela ansiedade e pela depressão devido à mudança brusca no estilo de vida e a exposição a um determinado ambiente, que leva a pessoa a sentir um determinado tipo de angústia. Quando os sintomas de estresse persistem por um longo intervalo de tempo, podem ocorrer sentimentos de evasão (ligados à ansiedade e depressão). Os nossos mecanismos de defesa passam a não responder de uma forma eficaz, aumentando assim a possibilidade de vir a ocorrer doenças, especialmente cardiovasculares.

Um dos termos importante no estudo do estresse é o termo estressor ou esgotador, que indica um evento ou acontecimento que exige do indivíduo uma reação adaptativa à nova situação; a essa reação se dá o nome de coping (ing. lidar). Tais reações de coping ou adaptação podem ser funcionais ou disfuncionais, conforme cumpram ou não sua função na superação da situação na adaptação a ela.

Exemplos de estressores:

* desprezo amoroso;
* dor e mágoa;
* luz forte;
* níveis altos de som;
* eventos: nascimentos, morte, guerras, reuniões, casamentos, divórcios, mudanças, doenças crónicas, desemprego e amnésia;
* responsabilidades: dívidas não pagas e falta de dinheiro;
* trabalho/estudo: intimidação ("bullying"), provas, tráfego lento e prazos pequenos para projetos;
* relacionamento pessoal: conflito e decepção;
* estilo de vida: comidas não-saudáveis, fumo, alcoolismo e insônia;
exposição de estresse permanente na infância (abuso sexual infantil).


VEJA TAMBÉM: Estresse no Trabalho Pode Ser Sinal De Síndrome de Burnout


Do jornal impresso Expresso-RJ





Receba novas postagens por e-mail, cadastre-se!
ATENÇÃO! "Algumas informações e sugestões contidas nesta página são compartilhadas de outros meios de comunicação, bem como blogs, sites, jornais e revistas impressas. As dicas têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas."


COMPARTILHAR ESTE POST

Share








ÚLTIMAS POSTAGENS








PUBLICIDADE

Featured

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE