Welcome Guest!

,

Guia para transas e romances virtuais


Tanto faz ser solteira ou comprometida, se busca diversão ou amor: aqui você descobre tudo o que pode - e deve! - fazer para obter o máximo de prazer na internet.


Faça seu prazer virar logo realidade


PARA AS SOLTEIRAS...

...QUE ESTÃO À PROCURA DE UM RELACIONAMENTO

3 motivos para usar a internet

1) Ela amplia seus círculos sociais de forma mais rápida e diversificada do que os meios tradicionais.

2) Nela, você pode ficar disponível quase todo o tempo, independentemente de onde esteja ou do que vista. “Dá para ‘conhecer’ gente interessante de forma prática e barata, sem sair de casa”, valida Daniela Mantegari, coautora de Amar.com (Editora Gente).

3) A rede promove uma instigante inversão de valores na paquera. Afinal, na relação virtual, você primeiro conhece o conteúdo do outro - seus gostos e valores. “Ao contrário do que acontece habitualmente, quando primeiro nos interessamos pelo físico para só depois descobrirmos se temos algo em comum com o outro”, afirma Erica Queiroz, autora de O Amor Está na Rede (Editora. M Books). Assim, na internet estamos mais livres da ditadura da beleza. “Aspectos de nossa personalidade falam mais alto do que a linguagem” concorda a psicanalista Regina Navarro.

Plano de ação

Se está atrás de uma relação estável, entre num site de relacionamento amoroso. Este espaço é mais promissor do que redes sociais, pois nele todos estão em busca da mesma coisa e você direciona sua “pesquisa” de forma objetiva.

Capriche na foto de seu perfil. Além de aumentar as chances de retorno, ela passa a segurança - mesmo que ilusória - de saber cm quem se está falando.

No papo, seja positiva, direta e NÃO MINTA! Mas OMITA dados específicos, como seu endereço de casa ou trabalho.

Marque o primeiro encontro num lugar público: avise pelo menos uma pessoa de onde e a que horas você estará com o rapaz. Por mais agradável que seja o papo, nem pense em aceitar carona para casa!

Quanto mais rápido você transportar a relação para a vida real, melhor. “É preciso cuidado para não idealizar demais ou se encantar pelo moço antes de conhecê-lo de verdade”, alerta a autora Daniela Mantegari.


...QUE ESTÃO À PROCURA DE AVENTURAS SEXUAIS

4 Motivos para usar a internet

1) A promessa de anonimato e sigilo do sexo virtual é muuuito excitante! “A distância deixa as pessoas mais atrevidas, pois dá uma sensação maior de liberdade”, explica o psicanalista e sexólogo Cássio dos Reis.

2) O sexo virtual estimula a imaginação e nos põe em contato com nossas fantasias. É um espaço de experimentação, no qual você fala sobre seus desejos íntimos de forma mais descompromissada.

3) Pode ser praticado tanto como uma forma de prazer quanto como preparação para uma transa concreta.

4) “Alguém que tem relações prazerosas no mundo virtual não necessariamente vai deixar de praticar sexo tradicional. Uma pessoa pode gostar de sushi e de feijoada, certo?”, defende a psicanalista Regina Navarro.

Plano de ação

Alguns cuidados essenciais neste tipo de relação:

OMITA dados específicos, como seu endereço de casa ou do trabalho, telefones ou quaisquer referências que levem a você.

Quando usar a webcam, tente preservar sua identidade. “Use máscara e, mesmo assim, jamais enquadre o seu rosto. Tente deixar o cenário ao seu redor neutro, sem elementos “reconhecíveis”. Lembre-se que seu parceiro pode gravá-la e tornar a cena pública”, recomenda a autora Erica Queiroz.

Se quer ter conversas eróticas sem o uso de câmera, vá mudando a foto do seu perfil (mais evitando rosto, marcas de nascença e tatuagens). Assim, pode se mostrar em diversos ângulos e fornecer uma visão menos estática ao parceiro.

É fundamental separar o real do virtual e encarar essa prática com maturidade para não se machucar. “Não se entregue nem libere totalmente sua intimidade. Muito menos se apaixone!”, alerta o sexólogo Cássio dos Reis. O sexo virtual deve ser encarado como mais uma alternativa para obter prazer, e não como substituto das relações reais.


Masturbação ou Sexo?

Alguns especialistas defendem que o sexo virtual é, na verdade, uma masturbação com estímulo visual. Porém, o sexólogo Cássio dos Reis discorda dessa opinião. “Masturbação é um tipo de prazer sexual não compartilhado, sem testemunha. Já no sexo, a presença do outro faz com que seu prazer seja partilhado e observado”, explica. Sendo assim, o sexo virtual ficaria entre essas duas práticas. Afinal, nele é você quem comanda o estímulo físico, a intensidade e velocidade do toque. Entretanto, não está sozinha. Há alguém “participando”.


Dica GGPremium:

* SEXLOG - No ar desde 2004, o Sexlog é a maior rede social de sexo casual no Brasil, com mais de 2 milhões de usuários cadastrados. Milhares de usuários interessados em conhecer pessoas para a prática de sexo ou swing se encontram em um único ambiente. A rede oferece aos assinantes chances verdadeiras de realizar suas fantasias com pessoas reais.

* Plantão Sexy - No ar desde 2006, a rede é um site de relacionamento virtual, responsável, sério e personalizado onde você encontra pessoas para namoro ou uma aventura sexual.


PARA AS COMPROMETIDAS

Seu gato está viajando? Vocês não precisam esperar um encontro para terem um momento de intimidade e muuuito prazer. Basta um programa de comunicação online (como mensagens instantâneas, Googletalk, Voip ou Skype, dentre outros...) para rolar uma sessão caprichada de sexo virtual! Deixe sua imaginação fluir imagine-se nos braços do bonitão, fale sobre sua excitação. Se tiver webcam, tente incluí-la na brincadeira desde que preservando o seu rosto, pois cuidado nunca é demais! Ah, você quer apenas fugir da rotina ou ter uma noite superquente? A internet também pode ajudar. Experimente enviar mensagens ao gato dando um aperitivo do que fará quando o encontrar. Importante: caso as mande do trabalho, feche a janela das mensagens logo após enviá-las ou recebe-las. Vale ainda mandar e-mails provocativos. Tudo por um prazer virtual bem real...

Consultoria: Regina Navarro psicanalista e escritora, autora de 11 livros sobre relacionamento amoroso e sexual, entre eles o best seller "A Cama na Varanda" e "O Livro do Amor" | Daniela Mantegari, coautora de Amar.com (Editora Gente) | Erica Queiroz, autora de O Amor Está na Rede (Editora. M Books).

Texto: roberta.figueira@abril.com.br

Revista impressa Viva - Edição 607 | www.vivamais.com.br





Receba novas postagens por e-mail
ATENÇÃO! "Algumas informações e sugestões contidas nesta página são compartilhadas de outros meios de comunicação, bem como blogs, sites, jornais e revistas impressas. As dicas têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas."


COMPARTILHAR ESTE POST

Share








ÚLTIMAS POSTAGENS








PUBLICIDADE

Featured

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE