Welcome Guest!

,

As sete maiores dúvidas sobre higiene íntima feminina


Especialistas esclarecem algumas dúvidas sobre a higiene íntima

Vestir ou não vestir roupas íntimas (além de sua legging preta) é apenas uma entre muitas perguntas que as mulheres têm. Tanto faz qual é sua preferência, mas existem algumas coisas que você deveria saber sobre sua saúde e higiene íntima. Especialistas dão alguns conselhos sobre calcinhas para as mulheres que se exercitam (e pedalam, escalam, correm e nadam).


Com ou sem? Não importa! A escolha de vestir roupas íntimas ou não é absolutamente pessoal, mas existem alguns motivos convincentes para considerar o uso. "Bactérias e fungos adoram um ambiente quente e úmido", diz o Dr. Doerthe Brueggmann, da Health Goes Female. "Por isso, uma proteção eficaz e simples é vestir qualquer roupa íntima sob a roupa de treino para absorver o suor e qualquer umidade. Logo, não é uma boa ideia não usar nada por baixo!"

O fio dental não é seu amigo: Muitas mulheres não suportam a ideia de fazer uma aula de spin com a linha da calcinha marcada. Considere os efeitos colaterais. "O fio dental geralmente é apertado e tende a deslizar para frente e para trás durante o exercício," diz o Dr. Bank. "Toda esta fricção e calor pode causar infecção urinária e outras infecções vaginais bacterianas, independentemente do tecido."
O Dr. David Elmer, consultor do Nantucket Cottage Hospital, diz que o fio dental acaba funcionando como um meio de transporte, levando bactérias do ânus até a vagina ou ao trato urinário. Uma linha direta entre os dois? Não, obrigada!

Evite o cetim e a renda: Nenhum desses tecidos é respirável, e a renda pode causar irritação ao entrar em fricção contra a pele. Segundo a Dra. Christine O'Connor, diretora do Centro de Saúde Feminina do Mercy Medical Center, o melhor tecido para se usar em roupas íntimas durante exercícios é um algodão respirável e absorvente, mas muitos dos novos tecidos sintéticos são fabricados especialmente para mantê-la seca. Para movimentos repetitivos, como corridas de longas distâncias, compre calcinhas com costuras planas e que não sejam abrasivas.

A depilação é opcional: Muitas mulheres se sentem mais limpas após fazerem a depilação íntima. Mas, embora possa parecer mais limpa, depilar-se pode causar o efeito oposto. "Os pelos púbicos existem para proteger o genital e a pele sensível daquela área", diz o Dr. Bank. "Ao depilar ou raspar a região, você está removendo uma camada de proteção importante. Possíveis riscos incluem doenças sexualmente transmissíveis, assaduras, pelos encravados, e cicatrizes".

A arte da mudança rápida: Se você está treinando para um grande evento como um triatlo ou maratona, é preciso tomar muito cuidado com suas roupas íntimas, pois você as usará por um longo período de tempo. Um pequeno atrito no segundo quilômetro pode se tornar uma bolha estourada no vigésimo. Para prevenir desastres no dia da corrida, O'Conner sugere que você planeje os trajes de baixo com antecedência, prevendo problemas como irritações, e faça algumas corridas de teste antes do grande dia.

Períodos menstruais: Não é preciso se desesperar e nem usar as calcinhas “de vovó” (ou pior do que isso, faltar na aula!) apenas porque você está naqueles dias. Uma minissaia branca talvez não seja uma boa ideia, mas hoje em dia há diversas opções para controlar o fluxo. "Os absorventes internos causam menos fricção na vulva," diz a Dra. Rochelle Torgerson, da Mayo Clinic. Mas a melhor opção é aquela que lhe dá mais conforto. Evite sempre os absorventes perfumados. "É errado acreditar que as mulheres deveriam cheirar a flores lá embaixo!", diz Torgerson. "Temos glândulas apócrinas na virilha. O odor é um fato da vida."
Desde que você mantenha a higiene básica (recomenda-se um banho rápido com sabão suave após o treino), tudo ficará bem. Mas em caso de odores incomuns, é melhor consultar um médico.

Incontinência urinária: A falta de controle da bexiga é altamente comum em mulheres que já tiveram filhos (e mesmo em algumas que nunca tiveram!), mas nada é mais desconfortável durante o treino do que absorventes ou fraldas adultas. Para casos mais leves de incontinência induzida pelo stress, os bons e velhos Kegels são sua melhor estratégia de prevenção, diz Brueggmann. Porém, se você tem problemas mais sérios de incontinência urinária (mais do que se pode conter em um absorvente ou quando acontece diversas vezes ao dia), ela recomenda uma visita ao uroginecologista para discutir outras opções, como terapia hormonal localizada ou cirurgia.


Fonte: Yahoo Mulher





Receba novas postagens por e-mail, cadastre-se!
ATENÇÃO! "Algumas informações e sugestões contidas nesta página são compartilhadas de outros meios de comunicação, bem como blogs, sites, jornais e revistas impressas. As dicas têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas."


COMPARTILHAR ESTE POST

Share








ÚLTIMAS POSTAGENS








PUBLICIDADE

Featured

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE