Welcome Guest!

,

Como sobreviver a dias ruins?


Existem alguns dias em nossas vidas em que nada dá certo. É o chamado “dia de cão”. São aqueles momentos em que tudo dá errado! O despertador que não tocou, aquele café que você costuma tomar não saiu do jeito que queria, o chuveiro não esquenta, você descobre que aquela roupa que planeja usar está suja, o trânsito está lento, o chefe está de mau humor, e por aí vai...

Não se preocupe. O resto do seu dia não precisa ser um desastre. Na verdade ele pode ser um dos melhores da sua vida vai depender das suas atitudes.


"Todos temos dias ruins, mas eles são necessários, para os dias bons valerem a pena.
Por que depois da tempestade sempre vem a calmaria...
"


Evite gastar muito tempo em redes sociais. Pesquisadores da Universidade de Edimburgo, na Escócia, mostraram que estes sites aumentam o lado competitivo da pessoa, elevando assim o estresse a sensação de inferioridade. Faça melhor: tente ouvir músicas que acalmam e fazem bem. E, antes de sair de casa, vá ao banheiro para não ficar apertada na rua, o que irá irritá-la ainda mais.

Outro ponto importante: não ande por aí com fome. Segundo cientistas, a barriga vazia faz com que os níveis de serotonina (um dos neurotransmissores responsáveis pela sensação de alegria) variem, causando a raiva. Carregue sempre algo para comer numa emergência, como em um engarrafamento, por exemplo. Dê preferencia a frutas e vegetais.


Lembre-se que o passado não é igual ao futuro

Não existe esta história de maré de azar. A razão pela qual as pessoas acreditam nesta lenda é que nosso cérebro cria padrões a partir de certos eventos e se lembra justamente destes eventos quando encontra novamente o padrão. Nossa vida é uma sequência de ações e consequências.

Não faça suas próprias profecias.

Se você acreditar que seu dia será tão ruim quanto começou, então tenha certeza: você acabará por dizer ou fazer algo que fará seu desejo (ruim) se tornar realidade.

Tenha noção de proporção das coisas

Pense no todo: a não ser que você esteja pra baixo por causa de algo que mudou sua vida (como a perda de uma pessoa querida), as chances são que, em no máximo daqui a duas semanas, você terá esquecido completamente sobre o que te deixou pra baixo hoje.

Mude suas perspectiva de “bom” e “ruim”

Tenha para si que um dia bom é qualquer dia que você está vivo. Da mesma forma, decida que um dia ruim é quando alguém rouba seu carro e o joga no lago. Pensando assim você dificilmente encontrará motivos para se sentir mal, e facilmente encontrará motivos para se sentir bem.

Cuide da química do seu corpo

Seu corpo responde aos seus estímulos: se sentir pra baixo te deixa cansado, o que só piora o seu humor. Interrompa esta sequência se levantando e se movimentando. Caminhe ou come algo saudável.

Foque no que está bom

A principal razão de que você se convenceu de que está tendo um dia ruim é o seu foco no que quer que esteja errado. Entretanto, para cada coisa ruim provavelmente há várias outras coisas boas. Torne isto visível para si. Enxergue, reconheça e valorize o que você tem.

Espere algo maravilhoso

Assim como uma atitude de tristeza e melancolia te faz valorizar mais os problemas do que as coisas boas que já tem, olhar o futuro com positividade te faz viver com mais esplendor para tudo que está acontecendo agora.

Dar cor ao mundo depende muito de nós. A vida não é justa, mas devemos valorizar os aspectos positivos, enfrentando e aprendendo com os momentos ruins.


Lembre-se, acima de tudo: controle seus impulsos, não caia em provocações e sobreviva a esse dia sem entrar em fúria.


PARE E PENSE
“Qualquer coisa que começa com raiva acaba te levando à vergonha”. [Benjamim Franklin - político dos EUA]

FIQUE ESPERTA
“A raiva é um veneno que bebemos esperando que os outros morram”. [Shakespeare - escritor inglês]

VÁ EM FRENTE
“Paciência e tempo dão mais resultado do que a força e a raiva”. [La Fontaine - escritor e poeta francês]


Do jornal impresso Expresso-RJ | Referencia: Viva Mais Verde





Receba novas postagens por e-mail, cadastre-se!
ATENÇÃO! "Algumas informações e sugestões contidas nesta página são compartilhadas de outros meios de comunicação, bem como blogs, sites, jornais e revistas impressas. As dicas têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas."


COMPARTILHAR ESTE POST

Share








ÚLTIMAS POSTAGENS








PUBLICIDADE

Featured

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE