Welcome Guest!

,

Blogueira com alopecia compartilha ensaio andrógino


blogueira Ali Lambert, que sofre de alopecia, compartilhou fotos e deu um grande passo ao revelar seu rosto sem maquiagem em fotos andróginas. Veja o depoimento dela na declaração a seguir:


"Para muitos de nós é difícil amar nossos corpos e nossas aparências. Kate Fox, co-diretora da Social Issues Research Centre em Oxford, na Inglaterra, afirma: “80% das mulheres acima de 18 anos estão insatisfeitas com o que veem no espelho”. Admito que antes de ser diagnosticada com alopecia universal, eu tinha uma autoestima forte e estava satisfeita com minha aparência. Mas quando perdi todo o meu cabelo foi difícil me adaptar a ser careca, mas isso abalou minha confiança ainda mais quando perdi as sobrancelhas e os cílios. Essas características acrescentam contrastes nos rosto e sem elas ficamos muito diferentes.

Aprendi como usar maquiagem para meu rosto parecer mais 'normal'. Desde então, nunca saio sem me maquiar. Quando estou sozinha com a família ou amigos muito queridos estou disposta a não usar maquiagem, mas eu simplesmente não consigo ficar sem em público.
Eu não consigo não pensar que: sem maquiagem eu pareço doente, como se eu tivesse câncer ou fazendo quimioterapia. O fato é que não estou doente e não quero que o mundo ache que estou. Então, a cada dia eu coloco maquiagem e ando careca por aí, com orgulho"


A razão de querer tirar tudo

"Sinto-me hipócrita por escrever em um blog sobre encontrar sua própria força e abraçar quem você é, quando não estou disposta para mostrar meu rosto sem maquiagem. Apesar que não ter vergonha de como aparento sem, eu nunca me senti pronta para lavar o rosto.

Há seis meses estava limpando um HD antigo e descobri muitas fotos das quais havia esquecido. São fotografias profissionais tiradas quando eu não estava usando nada de maquiagem.
Nunca as compartilhei com ninguém, a não ser com minha mãe e meu marido. Nunca imprimi e raramente as vejo. Elas moram no HD e ficaram esquecidas no escritório por anos.

Demorei seis meses para reunir coragem o suficiente para escrever este post, mas finalmente estou pronta para compartilhar. Espero que ao fazer isto, possa inspirar outros a deixar de lados suas inseguranças pessoais"


De onde essas fotos vieram?

"Sete anos atrás, eu estava em um trem indo para uma audição de dublagem em Nova York, Eua. Senti que alguém estava me olhando e quando fui ver, um homem desarrumado com cabelos longos de meia-idade estava me olhando. Incomodada, voltei a ler o meu jornal, mas não consegui parar de pensar que aquele estranho estava me estudando intensamente.

Quando cheguei em Manhattan, o homem me alcançou na rampa da saída. Ele se apresentou como Len Irish e explicou que era um fotógrafo retratista e perguntou se poderia ter a oportunidade de fotografar. Inicialmente, fiquei em cima do muro, mas ele me mostrou uma versão dobrável de seu portfólio. Quando vi que ele foi responsável por fotos lindas de Jennifer Aniston, Anthony Hopkins e Muhammad Ali, percebi que estava ao lado de um fotógrafo brilhante e que seria um erro julgá-lo pela aparência tão rápidamente.
A proposta dele também me intrigou: eu sempre quis que um fotógrafo com liberdades criativas usasse minha cabeça careca como se fosse uma tela em branco para um projeto artístico ou campanha publicitária. De repente eu tive essa oportunidade.


O ensaio

Duas semanas depois, eu me encontrei com o Len em seu estúdio de fotografia no centro de Nova York. Len me disse que queria captar um look mais andrógino para um projeto. Então, ele queria me fotografar sem maquiagem. Quando ouvi isso, fiquei nervosa, mas decidi ir até o fim porque me pareceu uma oportunidade interessante.

O ensaio foi uma experiência que nunca vou esquecer e que realmente gostei. Enquanto eu e Len estávamos nos conhecendo, ele tirava as fotos e dava diferentes comandos para que eu olhasse em diversas direções e expressasse emoções.

Quando vi as fotos algumas semanas depois, tive um mix de sentimentos: por um lado achei que ficaram lindas pela qualidade e estilo. Mas, ao mesmo tempo, me senti desconfortável por me ver retratada de uma maneira tão adrógina. Sempre me preocupei se eu estava parecendo masculina demais e essas fotos não aliviaram.

Depois de mostrar para poucas pessoas, continuei me sentindo dividida sobre minha aparência nelas. Salvei algumas em um HD externo e as apaguei do computador. Lá elas ficaram por anos."


A razão de compartilhar agora

Muito aconteceu em minha vida depois que essas fotos foram feitas. Enfrentei uma doença, passei por cirurgias, sofri muitas perdas e tive uma gravidez saudável em que tive meu primeiro filho. Todos os altos e baixos me ajudaram a ter uma nova perspectiva da vida. Hoje sei o quanto ela é preciosa e o que realmente importa.

Meu rosto sem maquiagem não é uma coisa que preciso esconder para sempre. Apesar de muitas pessoas não perceberem, compartilhar essas fotos representa minha vontade de tomar o próximo passo em me aceitar desde que perdi meu cabelo.

Estou ciente de que essas fotos são profissionais e não selfies que tirei depois de acordar. Ainda assim, sinto que dei um bom passo e espero inspirar outras pessoas em suas jornadas".


Por: Yahoo Lifestyle | Via Yahoo Brasil





Receba novas postagens por e-mail, cadastre-se!
ATENÇÃO! "Algumas informações e sugestões contidas nesta página são compartilhadas de outros meios de comunicação, bem como blogs, sites, jornais e revistas impressas. As dicas têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas."


COMPARTILHAR ESTE POST

Share








ÚLTIMAS POSTAGENS








PUBLICIDADE

Featured

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE