Welcome Guest!

,

Como recuperar o desejo sexual


O que fazer quando um tem mais desejo que o outro?

Se um não quer, dois não fazem

Quando um tem o desejo, mas o outro não, o melhor é buscar ajuda, se a intenção é salvar o relacionamento. Dependendo da origem do problema, pode ser tratado por um médico, terapeuta ou os dois.

Muitas mulheres desconhecem que a disfunção sexual feminina está associada à falta de desejo sexual, dificuldade em ficar excitada, lubrificação insuficiente, incapacidade de atingir o orgasmo ou dor durante a atividade sexual. Sem saber o motivo, elas se culpam por não conseguir sentir prazer durante a relação com o parceiro, sentem vergonha e não procuram ajuda.


A falta de desejo sexual, pode coincidir com o início ou o fim de uma nova relação, com alterações do quotidiano, com a gravidez, menopausa ou outra doença. Apesar de os homens também poderem ser afetados pela falta de libido, esta disfunção é muito mais prevalente nas mulheres, estimando-se que cerca de 43% das mulheres sexualmente ativas sofrem deste problema.


O que causa o baixo desejo sexual

A sexualidade feminina é um processo complexo que exige a interação de vários componentes, afetando a intimidade, a saúde psicológica, o bem estar emocional e o estilo de vida. Qualquer alteração num destes fatores pode levar à falta de desejo sexual e a problemas na relação.

Sempre devemos observar se há alguma causa orgânica determinando a baixa do desejo ou a aversão, como, por exemplo, os desequilíbrios hormonais, os nódulos, infecções nos genitais ou o uso de algumas medicações que têm, como efeito colateral, a diminuição do apetite sexual.


As causas físicas incluem:

* Problemas sexuais: Dor durante o sexo ou incapacidade de atingir o orgasmo.

* Condições de saúde: Algumas doenças podem afetar o desejo sexual, como a artrite, o cancro, a diabetes, a tensão arterial elevada e as doenças neurológicas.

* Álcool e drogas: O abuso do álcool e das drogas por levar à falta de libido, bem como a outros problemas de saúde.

* Fadiga: A exaustão pode levar frequentemente à falta de desejo sexual, especialmente quando se tem crianças pequenas ou outras tarefas mais exigentes.

* Medicamentos: anticoncepcionais, antidepressivos, antibióticos, anticonvulsivantes, anti-hipertensivos também interferem no problema.


As causas psicológicas incluem:

* Problemas psicológicos: ansiedade e depressão.
* Estresse: quer seja por problemas financeiros ou no trabalho.
* Fraca imagem corporal e baixa autoestima.
* Historial de abuso sexual


As causas psicológicas mais profundas são:

* Situações traumáticas de abuso sexual,
* Mensagens anti-sexuais durante a infância,
* Comportamento sedutor por parte dos pais,
* Dificuldade em unir amor com sexo na mesma pessoa (esposa X prostituta),
* Culpas,
* Raivas entre o casal,
* Competição temida com o pai ou mãe, entre outros.


Tratamento

— Se a causa for psicológica, a paciente deve iniciar uma terapia comportamental cognitiva com um profissional para tratar a disfunção. Caso seja orgânica, o tratamento pode ser medicamentoso.

O tratamento ideal pode requerer consultas multidisciplinares com ginecologistas e profissionais com experiência em sexualidade humana, psicólogo e fisioterapeuta.

Uma boa dica para recuperar o desejo é relaxar, reservar um tempo para jantar, ir ao cinema e aproveitar a vida a dois, deixando o cansaço e outros problemas que possam afetar o casal fora da cama.


Questione-se e mude os hábitos

É preciso olhar para dentro de si mesmo e fazer muitas perguntas: como me relaciono com meu par? Como é o meu dia? Tenho tempo ou me dou um tempo para planejar o sexo? Que características individuais ou disfunções físicas, hábitos e vícios poderiam estar interferindo em meu apetite sexual? Há espaço para fantasias em meu dia a dia? Essas são questões essenciais.

A busca de uma alimentação mais equilibrada e atividade física também fazem diferença, além de reorganizar a agenda e deixar rolar: "Se foi bom, você pensará nisso no dia seguinte e sentirá vontade de repetir".


Motive-se!

Crie razões para pensar em sexo. A excitação pode ser encontrada até em cenas picantes de novelas;

Use lingeries sensuais. Além de ser um presente para os sentidos do parceiro, vestir peças caprichadas fará você se sentir mais poderosa e elevará sua autoestima;

Troque mensagens ousadas com o parceiro. Use o celular e o e-mail durante o dia para preparar o clima da noite;

Leia contos eróticos. Essa literatura estimula a sexualidade e pode dar ideias de novas fantasias;

Crie tempo para o romance do casal – Reserve pelo menos um dia por semana para ficar a sós com ele. Deixe as crianças com a babá ou com a avó e curta a noite como nos tempos de namoro.


Referências: ABC da Saúde | UmComo | ZH Clicrbs | Mulher Uol





Receba novas postagens por e-mail, cadastre-se!
ATENÇÃO! "Algumas informações e sugestões contidas nesta página são compartilhadas de outros meios de comunicação, bem como blogs, sites, jornais e revistas impressas. As dicas têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas."


COMPARTILHAR ESTE POST

Share








ÚLTIMAS POSTAGENS








PUBLICIDADE

Featured

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE