Welcome Guest!

,

Opa! Se não for plus size, não serve!


Nem Gorda, Nem Gordona. Tem Que Ser Plus Size! Hein???

Quando se fala em Plus Size, logo vem a mente uma mulher gorda. De fato! Mas plus size se refere a mulheres fora do padrão.


Um dos maiores pesadelos de uma gordinha quando visita um site ou mesmo quando consulta um catálogo, é ver peças, por exemplo, de tamanho 50, representado por uma modelo de manequim 42 ou 44.

Nada contra modelos de tamanhos menores, mas acredito que se houvesse mais diversidade de corpos, principalmente como estes da imagem abaixo, as consumidoras teriam mais ou menos uma ideia, de como a roupa ficariam nelas, principalmente se tratando de vendas online, onde você não tem como experimentá-las.



Infelizmente a falta de representatividade por mulheres realmente gordas, é grande, principalmente no departamento de moda íntima, não vemos nenhuma modelo acima do 46... Seria vergonha, por serem muito gordas? Afinal, a ideia não é essa? Mostrar peças para mulheres realmente grandes? Porque não vemos mulheres com manequins maiores...?

"Mulheres acima do peso não têm um biotipo único. Há quem tenha mais busto, mais ombros, mais culote, mais barriga, mais bunda... Cada gorda tem suas próprias características".







O texto abaixo lhe farar entender mais ou menos (Fonte Desconhecida)

O que é preciso para ser uma modelo plus size?

Algumas agências costumam trabalhar com manequim do 44 ao 54. Outras aceitam mulheres que vestem até 62, mas com um padrão, o corpo tem que ser proporcional, tronco grande com pernas grossas!

A maioria das grifes preferem modelos de manequim 48, mas que não pode ser uma gordinha muito grande, que suscite a apologia à obesidade.

As medidas mais solicitadas seriam entre 110 e 116 de busto, entre 90 e 95 de cintura, entre 115 e 121 de quadril.

Outras afirmam que a modelo precisa ter um corpo proporcional. "No caso de editoriais e catálogos, a altura não é um fator relevante. Modelos abaixo de 1,70 m de altura são selecionadas sem problema. Já para desfiles e outros eventos de exposição ao público, as grifes preferem modelos mais altas."

"É tudo meio confuso. As mesmas figuras que são contra os padrões imposto pela sociedade, agora inventam o Padrão Plus Size"?


Como Seria Esse Padrão Plus Size?

Segundo algumas grifes, a modelo precisa ser harmônica, grande por inteira, apenas fora dos padrões. Que não tenha celulite aparente, e uma pele bem cuidada. Ter cintura fina, uma gordelícia (gorda com curvas proporcionais), não pode ser muito grande (ou melhor "GORDA"). Agora estão tentando inventar a "Gordinha Perfeita"? Sem celulite, culote ou estrias aparente??

Sem contar que toda modelo que, visualmente não é magra, pode ser considerada plus size, já que ela não seria escalada para participar de um desfile convencional, ou só pelo fato de ter uma das medidas maiores do que o padrão, como o busto, pernas ou a bunda por exemplo, já pode ser considerada plus size. Mas uma GORDA manequim 50 não serve para editoriais? Aff! Vai plantar batatas!

Veja a imagem abaixo, ambas estão fora dos padrões, mas infelizmente modelos do tamanho como o da nossa maravilhosa Tess Holliday (foto da direita) não serve para os catálogos, principalmente os de moda íntima. Ambas são lindas, mas nós não vemos modelos com as características da Tess nos sites e revistas. pelo menos no Brasil

Chega de Padrões! Chega de Rótulos!



Em alguns sites que já visitei, não vou citar nomes, quando não é exclusivo para gordinhas, a categoria Plus, quem aparece vestindo as peças são as magras. Tamanhos maiores precisam ter modelos fotográficas de acordo com a peça em questão, isso faz com que as clientes tenham uma ideia, de como a roupa ficaria em seu corpo, assim como as lojas deveriam ter manequins especiais.


Fonte desconhecida | Adaptado por GGPremium


NOTA: Quando uma empresa usa uma mulher 42/44/46 e afirma que ela é 48 e não avisa dos ajustes que foram feitos na peça para que saíssem legal na foto, a empresa está agindo de forma desonesta ao iludir suas clientes que vestem o tamanho 48 que a peça vai proporcionar aquele caimento.

Se a peça não pode ser mostrada pela empresa em um corpo de GORDA, é um bom alerta para que a gente desconfie se aquela peça foi realmente pensada e modelada para vestir um corpo gordo.

Pode usar modelo 44 em marcas plus size sim! Mas use também uma 50 e outra 56!

Os manequins citados são de forma ilustrativa, o que eu e todas as consumidoras gordas queremos ver é a diversidade de corpos. Só assim as empresas vão mostrar que não querem apenas o dinheiro da mulher gorda, mas querem também que ela se sinta valorizada em sua publicidade.


Créditos finais por Kalli Fonseca, do Beleza Sem Tamanho





Receba novas postagens por e-mail
ATENÇÃO! "Algumas informações e sugestões contidas nesta página são compartilhadas de outros meios de comunicação, bem como blogs, sites, jornais e revistas impressas. As dicas têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos e outros especialistas."


COMPARTILHAR ESTE POST

Share








ÚLTIMAS POSTAGENS








PUBLICIDADE

Featured

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE